quarta-feira, 9 de junho de 2010

Uma história para um jogo de RPG que virou história... (Parte II)

Minha mãe era espanhola. Mudou-se para Paris aos 19 anos e sonhava ganhar a vida com dança e ser escritora. Contava que seria como os glamurosos escritores franceses, passaria os dias sentada em um aconchegante café, à meia luz, papel e caneta sobre a mesa. Adorava escrever e escrevia bem, suas histórias eram fascinantes. Acabou tornando-se prostituta ... e eu nunca soube de meu pai. Quando eu tinha 5 anos ela começou a me ensinar o flamenco, o que se tornou minha carne. Deixou em mim certo gosto pela escrita e pelos livros e embora eu não queira saber de ser escritora, me alivia escrever tolices neste caderno. Minha mãe – Carmen era o nome dela – morreu quando eu tinha 17 anos. A esta altura eu já havia terminado os estudos básicos em um colégio simples de Paris e trabalhava como garçonete em um café. Era uma pena que minha mãe não estivesse lá, naquele cantinho a meia luz, escrevendo suas histórias...

...

Sempre gostei de animais, em especial de cães. Nunca passei muito tempo sem a companhia deles. Há sete anos Soleil me achou em Nice, uma cidadezinha no sul da França. Um lindo cão bege, de tamanho médio. Estava muito fraco na ocasião que me encontrou. Soleil hoje é meu único amigo, o único que me ouve, me protege e acompanha. A única luz que vejo, a única vida que me guia.

...

- Marie -

(continua...)

4 comentários:

Cléo disse...

engraçado e interessante como nossos escritos refletem nossas inspirações e gostos né ... vc no flamenco, nas escritas, no "glamour", na melancolia de uma historia profunda ... legal ... gostei ... estou gostando ... e aguardo o terceiro capitulo!

Ushas disse...

Ma, são seus os escritos?
Gostei viu. aguardo a continuação.
beijão

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE
DREAMER

ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE BLADE RUUNER ,CHOCOLATE, EL NAZARENO- LOVE STORY,- Y- CABALLO, .

José
ramón...

Azia e Insônia disse...

Demorei a chegar, mas curti muito essa continuação. Vou ler o resto eim.

Abraços