sexta-feira, 12 de março de 2010

Fragmento de uma manhã... (raivosa?)

***

Hoje acordei pensando: Não deixarei minhas emoções entregues aos hormônios!!! Pro inferno a TPM...
Essa coisa do "ser mulher"...estar entregue aos hormônios, ao sangue, ao útero... será que tudo isso, dessa maneira tão forte e diferenciadora, não é pura construção político-cultural tão internalizada pelos mecanismos de coerção que a gente esquece que somos apenas seres humanos...todos iguais...cheios de emoções atormentadoras, infantis às vezes?
Por que a "mulher" tem que ser a figura frágil, atordoada de sentimentos, descontrolada emocional? E as fragilidades, emoções e descontroles "masculinos"?
(Quero ser dona das minhas emoções...livre de determinações hormonais, culturais...ais...ais...)

...longa discussão... longa reflexão...conclusões incertas...

***

Um comentário:

babaloodeuva disse...

Concordo nossos hormônios são sempre respeitados e as vezes até temidos rs...